sexta-feira, abril 20, 2007

ENTREVISTA PRELIMINAR II


Reproduzo abaixo entrevista concedida ontem pelo Min. Marco Aurélio Mello a Terra Magazine e que ensejou uma nova enquete no ENTREVISTA PRELIMINAR:
"O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Marco Aurélio Mello, disse a Terra Magazine que não é possível fazer nenhum prognóstico sobre o processo que será votado hoje e que poderia, em decisão extrema, tirar o mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Temos que avaliar o parecer do ministro César Asfor Rocha." (para ler toda a entrevista, clique aqui)
Se é impossível prognosticar, qual a necessidade do Presidente do TSE se manifestar sobre o assunto? Vaidade pessoal? Espírito Público? Golpismo? Blefe?
O jornalista Paulo Henrique Amorim discute a manifestação do Ministro no Conversa Afiada, que reproduzo em parte:

"MELLO BLEFA E AMEAÇA CASSAR LULA

Paulo Henrique Amorim
Máximas e Mínimas 327

. A Polícia Federal, que apurou o caso, já disse que o Presidente Lula não tem nada a ver com a compra do dossiê dos Vedoin.
. É bom lembrar como tudo isso começou.
. Na gestão do presidente FHC e do presidente eleito José Serra no Ministério da Saúde começou a compra de ambulâncias superfaturadas.
. Serra escolheu Barjas Negri para ficar no seu lugar, enquanto se candidatava a Presidente (ele perdeu para Lula, no segundo turno, por 61% a 39%).
. Com Barjas Negri, segundo a Corregedoria Geral da República, o empresário Abel Pereira e os Vedoin co-assinavam com o Ministro a compra de ambulâncias superfaturadas.
. Há uma fita que mostra de forma indiscutível o Ministro da Saúde José Serra num evento de celebração da entrega das vendas superfaturadas, em Mato Grosso (clique aqui).
. O empresário Abel Pereira e o ministro Barjas Negri continuam a ser investigados pela Polícia Federal.
. Porém, rola no Tribunal Superior Eleitoral, que se transformou, durante a presidência do Ministro Marco Aurélio de Mello, num trem fantasma – o horror pode vir a qualquer instante –, um processo que leva à cassação (!!!) do mandato do Presidente Lula.
. Lula se transformou em réu por ser suspeito de idealizar e realizar a operação dos “aloprados”, que compraram um dossiê dos Vedoin para prejudicar a campanha de José Serra a Governador e São Paulo.
. Seria um gesto que só Freud explicaria (se o Ministro Mello não explicar com mais sagacidade): Lula ia ganhar a eleição no primeiro turno e bolou e financiou os “aloprados” para levar a eleição para o segundo turno..." (para ler toda a matéria clique aqui)

Nenhum comentário: