sexta-feira, dezembro 14, 2007

Aqui vamos nós...

Uma das mais belas virtudes da nossa profissão é que chega uma hora em que o ano simplesmente ACABA: ponto final, terminou, a-c-a-b-o-u. E não custa repetir:

Constituição da República Federativa do Brasil
Art. 7º. São direitos dos trabalhores urbanos e rurais (...) XVII - gozo de FÉRIAS anuais remuneradas com, pelo menos, um terço a mais do que o salário normal.

Boas férias a todos, menos para o Gustavo Pedrollo, é claro, que passará janeiro e fevereiro trabalhando em Criciúma...HAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

3 comentários:

Gustavo Pedrollo disse...

Ahnnnn, na verdade...



não...



Tenho férias a partir de 26 de janeiro, lapso de tempo durante o qual meu cérebro provavelmente deixará de funcionar, para somente voltar à ativa após longos 30 dias...

Cláudio Ladeira disse...

Putz, que droga. Quer dizer, que bom por você, mas agora eu teria que altear o post. Que conste em ata então: o Gustavo passará janeiro na labuta.

gerson sicca disse...

Ladeira sua bicha, vou te mandar um DVD com discursos do Mão Santa pra ficares vendo no verão!
Ah, hoje o cara se passou. Deu para o Garibaldi o Espírito das Leis p/ ele se guiar na Presidência do Senado!
Em janeiro eu não trabalho. Sexta-feira estou pulando fora.
Essa, no entanto, não é a única vantagem da profissão docente. Com todos os problemas, ainda há outras.