terça-feira, julho 28, 2009

Granada 40... 44º...?


Segunda-feira, 27.07, 17h - Plaza Isabel la Católica - entroncamento da Reyes Católicos com Gran Via de Colón, centro da cidade.
Caminhar debaixo desse sol é como estar sob um ferro de passar roupa regulado na sua temperatura máxima, sem vapor ou qualquer minúscula gota de água.
E é um sol que custa a baixar. Vai das 6h-6h30 até às 22h15!
Nesses quatro meses que aqui estamos só presenciei uma chuva. Foi uma daquelas pancadas fortes que deve ter durado uma meia hora, suficiente pra fazer uma enxurrada.
Depois nada, absolutamente nada.
Alguns dias até nublou, criando uma expectativa de que vinha um temporal. Mas nada de chuva. Achamos até que a chuva cai, mas evapora antes de chegar ao chão.
Desconfio que o painel da previsão do tempo é o mesmo faz meses. Nem tem graça ouvir o "weather man".
Faço eu mesmo: Terça, 04.08, sol na Andaluzia. Em Granada temperaturas entre 24 e 41º. Podem conferir.
A Sierra Nevada já nem pode mais ser chamada por esse nome. Nenhum vestígio de neve ficou por ali. Situação preocupante pois ainda temos mais de quarenta dias de verão e o vento que vem da serra é o responsável por refrescar a cidade durante a noite e fazer a temperatura cair uns 20-25º.
A famosa siesta, portanto, não só é recomendável como imprescindível para suportar um clima tão adverso. Mas sobre esse tema voltarei a escrever outro dia.

Nenhum comentário: