sábado, fevereiro 06, 2010

Xenofobia e silêncio europeus


Gostaria de celebrar a política de imigração do governo Lula que no ano passado integrou centenas de milhares imigrantes “ilegais”. Medida, essa, que demonstra um profundo respeito pela Constituição Federal e pelo reconhecimento da cidadania além de nacionalidades ou etnias.

Enquanto isso, na Itália, a “criatividade” dos partidos órfãos do facismo é inimaginável. Deputados e ministros do governo xenófobo de Berlusconi (que conta com 60% de apoio popular) propõem que o “permesso di soggiorno” (visto de residente) seja concedido somente se o estrangeiro alcançar 22 entre 30 pontos em exames de conhecimento da língua italiana, da Constituição da República; se mantém os filhos na escola adquire 5 pontos; se é condenado a penas de reclusão de dois a três anos, perde 20 pontos; se comete infrações administrativas tb perde pontos. Enfim, uma “loteria social sórdida” como afirmam as vozes críticas – quase inaudíveis no espetáculo midiático de “il cavallieri”.

E mais, a União Européia assiste a tudo em completo e absurdo silêncio!!!

Para conferir as matérias:

em italiano: Corrieri della sera
em español: El país

Atualização:

Um programa humorístico vai avaliar os deputados da liga del nord sobre questões de gramática e cultura italiana.


Documentário "BRUCIARE IL TRICOLORE" (queime o tricolor) sobre a Lega Nord:



Nenhum comentário: