sexta-feira, novembro 16, 2007

O dedo que falta


Vinha acompanhando com um certo desinteresse a "grande" discussão sobre o terceiro mandato do Presidente Lula até que me deparei com algo revelador.
A maioria daqueles que defendem a existência de uma estratégia política do PT, presente inclusive no 3 da campanha publicitária do Banco do Brasil (clique aqui), insistem que Lula está preparando o terreno para que uma emenda constitucional seja aprovada, permitindo-lhe assim a disputa do terceiro mandato (clique aqui). Todavia, penso que estão completamente enganados.
Os críticos do terceiro mandato foram cegados pelas suas certezas (clique aqui) e não viram o óbvio "Lulante": o quinto mandato. Basta pedir para que o Presidente Lula levante a mão esquerda e acene. Ali está a real intensão do ex-metalúrgico que foi eleito e reeleito Presidente com 62% dos votos.
Que terceiro mandato, que nada! É o quinto mandato o real objeto de desejo presidencial. A falta que o dedo amputado numa prensa mecânica faz só será preenchida com o quinto. Pronto: o quinto mandato é o quinto dedo que falta a Lula e ele não vai descansar até preencher este vazio. Enquanto isso a oposição e o Partido da Imprensa Golpista ficam perdendo tempo com o terceiro, como se ele fosse importante. Depois não sabem explicar as derrotas nas urnas.
É óbvio Lulante, meu caro Whatson!!!

Nenhum comentário: