sábado, setembro 13, 2008

Meu caro Júlio César... "Antes de pensar, tem que pensar duas vezes"


Direto do blog Carta Bomba
de André Rizek



"12/09/2008 12:17

Meu caro Júlio César,

Foi vendo a capa da Folha de S. Paulo desta sexta-feira que tive inspiração em lhe escrever. A aprovação ao presidente Lula, divulga o jornal, bateu recordes. Na hora eu pensei: “Ah, foi causa da estocada que ele deu nos mascarados da seleção!” Mas aí gente mais inteligente me corrigiu na hora: “O que isso! É pelo crescimento do PIB no primeiro semestre”.

A gente que trabalha com esportes acaba vendo o mundo pela ótica da bola, não é Júlio César? Só por isso um goleiro da seleção que atinge recordes de impopularidade consegue dizer, em rede nacional, que um presidente que elogia jogador argentino deve ir morar na Argentina [clique aqui]. Você que mora fora do país, meu caro, responda-me uma coisa: para onde mandar esta seleção?

Não me entenda como petista, lulista ou qualquer ista. Sequer votei no Lula na última eleição. Só acho curioso o fato de jogadores como você terem essa pose toda, estarem sempre olhando o mundo de cima. E por que mesmo, meu prezado goleiro? O que lhe faz tão especial (além da conta bancária) a ponto de mandar um chefe de estado morar na Argentina? O que faz desse time tão especial, para o Dunga se achar no direito de xingar um presidente da república (e qualquer torcedor, na verdade) de “filho da puta”, só porque ele criticou a seleção? Não pode criticar vocês? Estão acima do bem e do mal, por acaso?

Não sou da “patriotada”. Não ligo a mínima para o fato de você morar na Itália, na Zâmbia ou na Bolívia. Só acho que – natural – aí de longe você não percebe o que as pessoas daqui sentem em relação à seleção, por exemplo.

Talvez os italianos que convivam com você, meu caro goleiro, ainda fiquem impressionados ao falar do escrete pentacampeão. Ainda vejam aquele “charme tropical” e cultuem a nossa fama de “joga bonito”. Ainda temos uma imagem a zelar. Mas aqui, meu caro goleiro, a gente vê essas coisas apenas como campanha (chata) da Nike hoje em dia. Você deve ter percebido pelo Engenhão vazio quarta-feira, pelas vaias ao Ronaldinho... São coisas que não dão para perceber do outro lado do Atlântico.

Veja pelo Robinho, que mora fora há tanto tempo também. Para o craque do Manchester City, o Brasil ainda é a melhor seleção do mundo. Foi o que ele escreveu na parede do vestiário lá no Chile, lembra? “Respeitem a melhor do mundo”. Aposto que você assinaria embaixo.

A “melhor do mundo”, meu caro goleiro, é apenas uma pose, uma máscara que só vocês vestem hoje em dia. E não me mande morar fora do país! Porque se eu tivesse uma boa proposta do Mundo Deportivo, jornal lá de Barcelona, eu iria...

Toda sexta-feira, o blogueiro escreve as Cartas-Bomba"

Um comentário:

Paulo César Nascimento disse...

Adriano, eu discordo do Rizek. O João Saldanha já foi demitido por não deixar o Médici escalar a seleção. O cidadão Lula pode achar o time uma porcaria e criticá-lo, mas deve ouvir a resposta que vier. Como presidente, cabe mais sobriedade. E, convenhamos, os últimos que deveriam falar em arrogância e estar acima do bem e do mal são os jornalistas desportivos brasileiros, que destroem carreiras dependendo do qeu comeram no café da manhã. Abraços

Paulo.