sexta-feira, julho 03, 2009

Plataformas para a educação



Aqueles que optaram pela carreira acadêmica tiveram, em algum momento, de preencher a famosa plataforma Lattes. Esse sistema conseguiu reunir o maior arquivo de currículos acadêmicos do país.
Outra plataforma surgiu para atender as demandas de projetos de pesquisa e homenageou CarlosChagas. Converteu-se também em importante instrumento para o desenvolvimento da pesquisa científica.
Agora, após a reforma institucional que fez da CAPES entidade co-responsável pela educação básica, surge a plataforma Freire.
"O Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica já é realidade. As primeiras 54 mil vagas para a graduação exclusiva de professores em exercício, nas redes públicas estaduais e municipais, serão ocupadas no segundo semestre deste ano. As pré-inscrições já estão abertas e devem ser feitas na Plataforma Freire. Os cursos serão oferecidos por 90 instituições públicas de ensino superior, nos 21 estados que já aderiram ao plano.

A meta do plano nacional, lançado em 28 de maio deste ano, é colocar na universidade, entre 2009 e 2011, 331,4 mil professores que lecionam na educação básica e ainda não têm licenciatura. Destas 331,4 mil vagas, 52% são em cursos presenciais e 48% em cursos a distância. O investimento do governo federal somará R$ 1,9 bilhão."

mais notícias clique aqui.

Nenhum comentário: